Cólicas, calma que é normal!

Ahhh a Maternidade e as provas de sanidade mental que somos colocadas, rs.

CÓLICAS!

Meu Senhor, eu só tenho a agradecer, o Enrico teve uma única vez, já o Felipe algumas rs.
E não adianta simpatia nenhuma, rs pois as cólicas não estão associadas a nenhuma doença. Na verdade, ás cólicas (contrações da musculatura abdominal) são naturais e esperadas, isto é, fazem parte do desenvolvimento da criança. Elas acontecem nos primeiros três meses de vida porque seu filho está se acostumando a digerir o leite e a flora intestinal dele ainda não está formada. Lembre-se ele ficou 41 semanas só no líquido amniótico. É uma adaptação necessária para que o corpo da criança aprenda a lidar com o volume do alimento e também com os gases. JUDIAÇÃO, né? Mas me lembro do ditado da minha mãe: – Crescer dói!.

Por aqui usei bastante uma bolsinha de água quente própria para bebês, elas eram luz!
Recentemente descobri que a Algoducci desenvolveu uma Bolsinha Térmica com Sementes Terapêuticas, que contém erva-doce, camomila, linhaça e capim-santo para dar um cheirinho especial.

O produto é confeccionado em tecido 100% algodão permeável e pode ser lavado. Beeeem receita de vó né? A receita seguida pela empresária Regina Villanueva, na época em que seus filhos eram recém-nascidos, foi a inspiração para a criação, e acabou virando um produto da marca.

Além de ser recomendável para amenizar o desconforto tanto das cólicas quanto dos gases dos bebês, a bolsinha também é indicada para cólicas menstruais, informa a empresária Regina Villanueva, idealizadora da marca. Quanto a forma de utilização Regina explica: “A bolsinha deve ser aquecida no micro-ondas em média 30 a 40 segundos, mas é aconselhável que a mãe teste a temperatura antes de colocar na barriguinha do bebê, por cima da roupinha, até que os sintomas passem”.

Muitas são as dúvidas e inseguranças quanto aos motivos do choro do bebê, que servem de alerta para as mães. E para falar sobre esse assunto, consultamos a pediatra Dra. Loretta Campos, que esclarece: “As cólicas podem ser identificadas quando o bebê chora com intensidade, encolhe as perninhas e arqueia as costas para trás, estica-se e se espreme, além de soltar puns. Normalmente a cólica ataca no final da tarde e à noite, mas em casos mais difíceis o bebê chora a qualquer hora do dia. Pode ficar difícil dar de mamar para o bebê quando ele está tão desconfortável, algumas vezes a cólica pode aparecer durante a amamentação”, explica a médica.

PELOAMORDEUS em circunstancia nenhuma deem chá para os bebês, a vizinha recomendou e ou a prima da amiga do fulano fez e foi ótimo, bebês até os 6 meses precisam de Leite Materno e ou Fórmula (para aqueles que não mamam no peito).

Remédios somente sob prescrição do pediatra, OK?

Somos mães e claro que o desespero do nosso bebê, também é o nosso, então …

  • Respire, tente se acalmar para não passar para ele o seu nervosismo;
  • Coloque ele de bruços e embale-o em seus braços;
  • Massagens circulares em sentido horário no abdômen e ao redor do umbigo ajudam a soltar os gases. Um pouquinho de óleo de bétula ou de amêndoa, isso aquece o local e acalma o bebê;
  • as bolsinhas de água são super relaxantes e fazem um ótimo resultado;
  • leve ele para um ambiente mais calmo, com pouca luz, cante para ele e ou coloque uma musiquinha relaxante;
  • barriga com barriguinha: calor e aconchego.

Nenhum bebê nasce pronto, assim como nunca estamos prontas, então: que venham as experiencias.

Beijos enormes e espero que tenham gostado da dica.

Facebook Comments