Diário de Bordo – Chile

E lá vamos nós …

SIM, foi uma loucura rs. Inúmeras dúvidas, medos e a ansiedade tomaram conta de nós.

Como seria viajar com um bebê?

E a pressurização do avião?

Como será a alimentação?

O Rico é viajante, rs, entende tudo, se comporta e curti cada passeio. Nessa viagem especificamente, meu coração se encheu de orgulho, super bonzinho, andava sem reclamar, agradecia e se esforçava para falar o idioma local, até elogio da tripulação do avião teve rs. Será que terei um mochileiro no futuro? Rs.

Optamos na Ida pelo voo noturno, assim os meninos dormiam (assim pensamos)  e assim foi, estava morrendo de medo de um xilique dentro da aeronave, ele é super bonzinho, mas vai que ….

Aeroporto, significa:  um monte de gente indo e vindo, correria, barulho e confusão e uma mãe medrosa, rs por precaução comprei uma pulseira guia, o Rico reclamou mas depois entendeu, e nós louvamos pela compra rs.

Chegamos, e a primeira coisa foi despachar as malas, o carrinho foi etiquetado e será entregue na porta da aeronave (rezemos para chegar). Tudo feito, vamos tomar um lanchinho,  para fazer a vontade e o agrado pro mais velho rolou até um Mc Donald´s (eu só deixo ele comer 1 vez no mês). Uma coisa que me deixou bastante apreensiva, foi a quantidade de pedintes dentro do aeroporto, desde meninos que chegavam em grupinhos há adultos pedindo dinheiro para  passagem para voltar pra casa. Enquanto comíamos, podemos presenciar um trio de meninos apontando para uma moça que estava com a mochila nas costas. Triste realidade.

Tudo OK, partiu avião.

Primeira vez que voô com a companhia aérea GOL, e não sei o que dizer, kkkkkkkkkkkkkk. Tudo bem que viajamos de classe econômica, mas sempre viajamos assim e sempre com conforto e distração, afinal são 04 horas de voo, e nem tv tinha nos assentos, fiquei decepcionada. Confesso que foi mega desconfortável, viajar 4 horas com um bebê no colo e num assento que não reclinava nem 20%, mas viajar em outra classe numa família de 4 pessoas é quase pagar outra viagem.

Ufa, chegamos em solo Chileno, que friozinho booooom. Pergunto ao moço:

– Senhor, onde está o coche do niño?

– Busca na cinta.

Cinta = esteira.

E quando eu chego ás 03:20 hs da manhã…. só tem uma parte do carrinho! Pânico total, misturado com mau humor, e tudo que vocês podem imaginar. Mas a moça que estava lá da GOL, não mediu esforços para encontrarem a parte do assento do carrinho e depois de 35 min acharam. Agora partiu hotel, são 04;20 e amanhã o primeiro passeio é as 06:30.

Beijos.