Bem casa, bem nascido, bem vivido e bem sucedidos?

Eita que o “bem” invadiu de vez as comemorações e esse ano eu conheci o Bem Vivido e fazendo essa matéria conheci o bem sucedido rs.

O doce conquistou outros eventos como: batizados, bodas, formaturas, aniversários e até eventos corporativos, além de um novo “sobrenome”, também passou a ter uma variação de sabores. E continua como uma opção certeira de lembrancinha, afinal, o clássico nunca sai de moda não é?
A história sobre a origem do bem casado até hoje não é definida, mas o doce deve ter mais de 100 anos de existência, a maioria das fontes dizem que seu surgimento foi em Portugal, derivado dos “casadinhos portugueses”, mas existem relatos de que podem ter surgido na Espanha e, ou até mesmo na África do Sul. O doce que ganhou fama pela seu formato e simbolismo, já faz parte de diversos momentos especiais, começou em festas de casamento, selando e abençoando os noivos, já que o bem-casado representa a união de duas partes seladas pela cumplicidade e respeito mútuo.

Embora o processo de fabricação seja o mesmo, o recheio, a embalagem, o formato e a maneira como eles compõem os eventos é que fazem a diferença. Até porque o simbolismo que o doce representa é o que importa.

Olhem só como o nosso tradicional bem casado cresceu:

Bem Casados – Casamentos: dar sorte ao casal e convidados;

Bem Nascidos – Maternidade e Batizados: boas vindas ao bebê desejando vida feliz e muita saúde;

Bem Vividos – Aniversários: dar as bênçãos por mais um ano vivido;

Bem Sucedidos – Empresas: oferecer prosperidade e fortuna;

Bem Unidos – Bodas: para compartilhar a união feliz e o amor eterno;

Bem Formandos – Formatura: dar sorte à carreira que se inicia;

Bem Jovens – Debutantes: para compartilhar a juventude eterna.

 

Porém os bem casados, mantém o recheio clássico de doce de leite ou cupuaçu, já suas outras vertentes podem ser diferenciadas e terem o recheio de acordo com o anfitrião da festa. Se por um acaso, você optar por dois recheios diferentes, é de bom grado seu convidado receber 1 de cada.

No aniversário dos meninos os bem vividos fizeram um charme na mesa, brincamos com as embalagens de acordo com a roupagem dos super heróis e foi sucesso, fora que são uma delicia né?

A @lilarigourmet embalou eles com o papel tradicional e assim nasceram os bem vividos: Thor, Capitão América, Hulk e Homem de Ferro.

Foi a primeira vez que utilizei no aniversário dos meninos e adorei a opção de coloca-los na mesa, mas ficaria super bacana como lembrancinha também.

E você, o que achou?

Festa de 1 ano?

Eeeeee, lá se vão 365 dias desde a chegada do amor das nossas vidas, aquele amor incondicional.
Aquele amor que te faz seguir de coque no cabelo, pijama até a hora de dormir, fazer escolhas como: tomo banho, cochilo ou me alimento?. Ah esses pequenos seres de luzes que chegam para nós ensinar.

Tem mêsversário (me tornei aquela mãe que esperava ansiosamente para escolher o tema rs), por aqui fizemos TODOS os 11 meses, e gente no final de tudo a gente só quer comemorar e gritar: – EU VENCI AS NOITES ACORDADAS, AS CÓLICAS E AS INFINITAS MAMADAS.

Aiiiiii vem a tia chata (toda família tem e aposto que veio uma em sua cabeça assim que leu kkkkk)
– acho tão desnecessário, a criança nem curte.
– é festa pros outros….
– não tem onde gastar não?

E assim seguimos com 585 mil palpites desnecessários. Maaaas como boa ariana que sou, nem dou ouvidos e seguimos nos preparativos do #Felipinhofaz1 e #Ricofaz7, porque temos que comemorar a vida, a saúde e a alegria.

Mas pera Rafa, vai fazer junto dos dois filhos?
Voooou sim, o Rico nasceu dia 21/09 e o Felipinho 25/09, não dá pra fazer duas festas né mores e a família é a mesma kkkkk.
Alguns temas são super tradicionais como o circo, amo demais esse tema, mas não vai rolar pq o Rico achou infantil  (oi?!) mas super entendi então, nossa escolha foi: Volta ao Mundo. A Alvarenga Produções está comigo nessa aventura maluca e a Hanna Gourmet planejou uns docinhos que dão pena de comer, maaaas deixa pro dia da festa rs.

Na minha opinião o 1º ano de vida do bebê, é um marco na vida da família. Aprendemos a lidar com nossas emoções, vamos ao limite do cansaço, nos desdobramos para dar atenção ao filho mais velho, a rotina muda, o marido tadinho fica quase no terceiro plano, nossa libido zera, nossa auto estima vai no pé…. Acho que o aniversário de 1 ano marca a liberdade da mãe, é como se ela voltasse a ser ela, pois o bebê não é tão dependente, não tem tantas mamadas noturnas ou nem tem mais, a vida volta ao eixo, a vida social se reencontra…

Vale tudo pra comemorar, festa, festinha, festão rs. Eu AMOOOO festa já fiz aqui no salão do prédio e em buffet, mas chegamos a conclusão de que não vale tanto a pena no salão, contrata pessoas para servir, contrata brinquedos, contrata a decoradora, contrata animação JESUS MARIA JOSÉ são gastos pequenos que somados saem quase um buffet, fora o cansaço de subir tudo, desmontar e blá blá blá.

Mas Rafa tem que ter Tema?
Temas não são obrigatórios, claro! Mas se você gosta de pensar em decorações e coisas fofas, eu te aconselho: escolha agora o tema dos seus sonhos porque quando você menos esperar, as crianças não vão mais deixar você pensar em: passarinhos, palhaços, pipas ou tons pastéis e as festas serão dominadas por: peppas, hulks, super herois e outras criaturas de desenhos animados kkkkk.

E o que servir?
Acho que esse assunto varia muito com o perfil de cada família, dos convidados e do quanto queremos investir. Mas não podemos nos esquecer que teremos crianças na festas, bebês que já estão na introdução alimentar e ou convidados com restrição alimentar.

E nós Mamães?
Se possível, deixe o aniversariante com alguém de confiança e tenha um momento seu! Esta festa também é sua. Então, capriche no visual e se divirta muito, afinal nós vencemos esse primeiro ano.

Por aqui os preparativos estão á mil, falta pouco para comemorarmos e o sentimento de: Meu bebê esta crescendo, vem a todo instante.

E vocês o que acham da festinha: – Vão fazer ou já fizeram?

Me contem.

Beijão.