Vamos entrar e tomar uma xícara?

Aquela frase que a Dona Florinda sempre falava e a gente só repetia né?

Mas se você é do time: a xícara é minha e nela tomo o que eu quiser, pera que  vamos conversar sobre isso, rs.

Você sabia que existe um tipo de xícara adequado para cada ocasião e que você também pode utilizar seu conjunto de xícaras para destacar a decoração da cozinha ou da mesa? Eu utilizei as minhas como destaque na prateleira que dividi a sala de jantar com a de estar.
Como moramos no litoral, minhas xícaras são bem Praieiras e lembram escamas de sereia na minha visão, na do filho e marido peixe rs.

Mas afinal Rafa, explica direito essa história de que tem xícara pra tudo.

Seja para uso no café da manhã ou em ocasiões especiais, há um tipo de xícara adequado para cada ocasião, e considerar as características dos materiais é um aspecto de fundamental importância para a escolha de um conjunto de xícara e pires que atenda às nossas necessidades, já eu comprava pela buniteza.

Xícara de vidro: O vidro é um dos materiais mais comumente utilizados para fabricação de louças como conjuntos de xícara e pires para uso constante. O material funciona como um excelente retentor de temperatura.

Xícara de porcelana: O conjunto de xícaras e pires feitos de porcelana é ideal para manter a bebida aquecida por mais tempo, pois conserva bem o calor. A flexibilidade do material permite que ele seja trabalhado através de inúmeras técnicas de gravação e pintura. Delicadas e elegantes, as xícaras de porcelana estão disponíveis em uma imensa variedade de estilos e são uma escolha adequada para uso em ocasiões especiais.

Xícara de cerâmica: A cerâmica é um material mais resistente e de textura mais acentuada que a porcelana. Um conjunto de xícara e pires de cerâmica é uma ótima opção de design para louças de uso diário.

Xícara de plástico: Colorido, leve e resistente, esse tipo de produto é uma excelente alternativa de utensílio para uso infantil. O plástico utilizado para fabricar esse tipo de recipiente é especialmente projetado para reter o calor e conservar a temperatura da bebida.

Sabe quando a gente quebra uma xícara de um jogo, ai quebra de outro e quando vamos ver não temos um conjunto completo? Se elas tiverem cores e ou desenhos que se conversem, fica super bacana misturar, mas se você não quer ousar, que tal usa-las na decoração?

foto: pinterest

 

Agora aquela regrinha dos bons costumes: o recomendado é encher a xícara até um pouco a mais que a metade.

 

Agora me diz, você é do time café ou chá?

Banhos Terapêuticos.

Ahhh que um banho é super relaxante não é?

Sempre li bastante sobre os banhos terapêuticos e sou uma apaixonada por esse tema. A minha amiga e Doula Juliana Fernandes veio dar o primeiro banho de ofurô do Felipinho e foi uma delícia, depois de maiorzinho continuei usando o ofurô para os dias de mais agitação e colocava camomila na água, compro á granel em empórios.

A camomila é sinônimo de relaxamento e calma, mas ela vai muito além:

  • Ajuda a acalmar e relaxar
  • Alivia o estresse
  • Acalma e remove as impurezas da pele
  • Serve também como analgésico
  • Acalma a mente, ajudando com a depressão
  • Por ser um calmante natural, o banho ajuda a combater a insônia.

Para preparar o banho vocês vão precisar de:
– camomila desidratada ou 2 sachês de chá para infusão;
🛀 como utilizar:
Camomila desidratada: preparei o banho com a água mais quente que o normal e coloquei um punhado, esperei um pouco até ficar na temperatura entre 36 graus. Ficou um aroma delicioso.
Camomila em sachês para infusão:
Faça o chá como de costume (sem acrescentar açúcar) e coloque na água da banheira.

Nosso primeiro banho com camomila foi aos 4 meses.

Outras ervas bacanudas:

Calêndula: boa para eczemas e problemas de pele.
Hortelã: refrescante e melhora resfriados e vias aéreas congestionadas.
Sálvia: melhora gripes, resfriados e vias aéreas congestionadas
Manjericão: ajuda o bebê a relaxar, é digestivo, alivia as cólicas.
Aveia: bom para aliviar coceiras, dermatites e melhorar a pele sensível e seca do bebê.
Campim Limão ou Erva Cidreira: analgésica, antialérgica, antiespasmódica, anti-inflamatória, antimicrobiana, antinevrálgica, antisséptica, cicatrizante e aromática. Atua como calmante e sedativo, tônico, relaxante e adstringente.

Nosso banho com a erva cidreira foi mais interativo, além do cheirinho delicioso o Fê brincou de tentar pegar as folhas.

Um banho quentinho e demorado à noite, antes de dormir, tem o poder de acalmar e relaxar.  Apenas deixe a criança com o corpo imerso na banheira e, se quiser, coloque uma música instrumental ou com sons da natureza bem baixinha. É sair da banheira, tetezinho e soninho gostosinho, rs.

Confesso que até o Rico entra na fila do banho kkkkkk e se espreme todo pra caber na banheira do irmão rs.

E você, tem algum banho diferentão? Se fizer conta pra mim a sua experiencia.

Beijão.