Festa de 1 ano?

Eeeeee, lá se vão 365 dias desde a chegada do amor das nossas vidas, aquele amor incondicional.
Aquele amor que te faz seguir de coque no cabelo, pijama até a hora de dormir, fazer escolhas como: tomo banho, cochilo ou me alimento?. Ah esses pequenos seres de luzes que chegam para nós ensinar.

Tem mêsversário (me tornei aquela mãe que esperava ansiosamente para escolher o tema rs), por aqui fizemos TODOS os 11 meses, e gente no final de tudo a gente só quer comemorar e gritar: – EU VENCI AS NOITES ACORDADAS, AS CÓLICAS E AS INFINITAS MAMADAS.

Aiiiiii vem a tia chata (toda família tem e aposto que veio uma em sua cabeça assim que leu kkkkk)
– acho tão desnecessário, a criança nem curte.
– é festa pros outros….
– não tem onde gastar não?

E assim seguimos com 585 mil palpites desnecessários. Maaaas como boa ariana que sou, nem dou ouvidos e seguimos nos preparativos do #Felipinhofaz1 e #Ricofaz7, porque temos que comemorar a vida, a saúde e a alegria.

Mas pera Rafa, vai fazer junto dos dois filhos?
Voooou sim, o Rico nasceu dia 21/09 e o Felipinho 25/09, não dá pra fazer duas festas né mores e a família é a mesma kkkkk.
Alguns temas são super tradicionais como o circo, amo demais esse tema, mas não vai rolar pq o Rico achou infantil  (oi?!) mas super entendi então, nossa escolha foi: Volta ao Mundo. A Alvarenga Produções está comigo nessa aventura maluca e a Hanna Gourmet planejou uns docinhos que dão pena de comer, maaaas deixa pro dia da festa rs.

Na minha opinião o 1º ano de vida do bebê, é um marco na vida da família. Aprendemos a lidar com nossas emoções, vamos ao limite do cansaço, nos desdobramos para dar atenção ao filho mais velho, a rotina muda, o marido tadinho fica quase no terceiro plano, nossa libido zera, nossa auto estima vai no pé…. Acho que o aniversário de 1 ano marca a liberdade da mãe, é como se ela voltasse a ser ela, pois o bebê não é tão dependente, não tem tantas mamadas noturnas ou nem tem mais, a vida volta ao eixo, a vida social se reencontra…

Vale tudo pra comemorar, festa, festinha, festão rs. Eu AMOOOO festa já fiz aqui no salão do prédio e em buffet, mas chegamos a conclusão de que não vale tanto a pena no salão, contrata pessoas para servir, contrata brinquedos, contrata a decoradora, contrata animação JESUS MARIA JOSÉ são gastos pequenos que somados saem quase um buffet, fora o cansaço de subir tudo, desmontar e blá blá blá.

Mas Rafa tem que ter Tema?
Temas não são obrigatórios, claro! Mas se você gosta de pensar em decorações e coisas fofas, eu te aconselho: escolha agora o tema dos seus sonhos porque quando você menos esperar, as crianças não vão mais deixar você pensar em: passarinhos, palhaços, pipas ou tons pastéis e as festas serão dominadas por: peppas, hulks, super herois e outras criaturas de desenhos animados kkkkk.

E o que servir?
Acho que esse assunto varia muito com o perfil de cada família, dos convidados e do quanto queremos investir. Mas não podemos nos esquecer que teremos crianças na festas, bebês que já estão na introdução alimentar e ou convidados com restrição alimentar.

E nós Mamães?
Se possível, deixe o aniversariante com alguém de confiança e tenha um momento seu! Esta festa também é sua. Então, capriche no visual e se divirta muito, afinal nós vencemos esse primeiro ano.

Por aqui os preparativos estão á mil, falta pouco para comemorarmos e o sentimento de: Meu bebê esta crescendo, vem a todo instante.

E vocês o que acham da festinha: – Vão fazer ou já fizeram?

Me contem.

Beijão.