Adaptação Escolar

E lá foi ele pra escola…..

O Enrico com 01 ano e 3 meses ingressava na sua vida escolar, e ele que sempre foi muito confiante nem me deu bola e entrou…. E eu? Eu chorei na porta da escola e me vi perdida, sem ter o que fazer, rs. O Felipe iniciou sua vida escolar há exatas 15 dias, e eu? eu não sei ainda o que pensar… a adaptação esta sendo muito diferente da do Rico, quarta-feira (31/07) e quinta-feira (01/08) entramos juntos as 13:30 fizemos as atividades juntos e viemos embora as 15:40.
Dia 02/08 tudo foi diferente….
Conversei bastante, expliquei que a escola era para ele, e que do mesmo jeito que eu levava e buscava o irmão, faria isso com ele.

Ele entrou as 13 hs, aos prantos… e eu? Fiquei firme e não me culpei.
Sábado e domingo quando o sino da igreja tocava ele já começava : – Escola não!
A gente explicava que não tinha escola, mas que segunda-feira a rotina voltaria.

Segunda-feira chegou …
O Felipe acordou e no café da manhã comecei a conversar com ele e expliquei que iriamos para a escola, mas que dessa vez a mamãe voltaria para casa. Ele me olhou e disse:

– o Felipe vai chorar, vai brincar, papa e chorar pra mamãe ir buscar.

Aquela empolgação de mochila, uniforme, lancheira … Ele foi todo empolgado andando, quando chegou perto da escola já começou: – escola não! e me pediu colo.
Conversamos com ele, quando chegou na porta: – CHORO!
Ele entrou sem resistência nenhuma, mas entrou chorandom chorando não aos prantos kkkkkk.
Me deu um nó na garganta e eu chorei na calçada.

Meu marido começou a rir e me chamou de bundona kkkkkk, as outras mães me acolheram de uma forma tão gostosa. Viemos embora e no caminho de volta conversamos que sabíamos que era o certo, mas que dava uma insegurança e uma sensação de que estávamos errados.

Ás 14:40 ligam da escola, já da aquele frio na barriga né?
E a coordenadora fala: – Oi Rafa, o Felipe ficou bem, mas agora depois do lanche começou a chorar e te chamar, você não quer vir busca-lo?
Eu: – Puxa jura, tudo bem. Vou sim!
Liguei pro meu marido e comentei:
– Olha como ele é esperto amor, disse que iria chorar para ir buscar e chorou!
Na hora me clareou e eu mesma complementei:
– Filho da mãe! Não vou buscar não! Ele me avisou o que faria e fez, se eu for buscar vai virar rotina.
Vai eu ligar na escola 20 min depois e explicar para a coordenadora, ela deu risada e disse:
– É Rafa, ele é além do tempo dele, muito esperto. Ele me perguntou se você viria eu disse que na hora de ir embora, ele parou de chorar e fomos pro parque.

OI?! kkkkkkkkkkkk fala sério né? que menino espertinho, já quer mandar na situação, como pode?.

Brincadeiras a parte, estamos no primeiro mês escolar e ele só foi 2 dias sem chorar e percebo que as saídas tem sido mais animadas. Ele teve o primeiro lanche festivo (comemoração do aniversariante do mês) ontem (27/08) compramos o presente da amiga Tonton e ele escolheu o brinquedo e a embalagem, foi pra escola todo empolgado mas chorou kkkkkkkkk. Ele chora mas não mostra resistência nenhuma em entrar, e logo no corredor da classe já para. Na saída veio todo feliz com a lembrancinha que foi um livrinho, e não desgrudou dele.

Tenho percebido na postura dele algumas mudanças, como sentar de perninha de índio (esmago de tanta fofura kkkkkk) algumas musiquinhas, e algumas saudações como: – Boa tarde, eu vou bem kkkkkkk. As pronuncias estão mais claras e seu vocabulário aumentando.

Ele volta da escola bem cansado, então deixo ele cochilar 1 hora para não ficar mal humorado e nem stressado, depois acordo ele, brincamos, dou a janta, brincamos e cama!

Me conta como foi a adaptação do seu filho, e ou como você esta se preparando para essa nova etapa.

Beijos.

 

 

Cólicas, calma que é normal!

Ahhh a Maternidade e as provas de sanidade mental que somos colocadas, rs.

CÓLICAS!

Meu Senhor, eu só tenho a agradecer, o Enrico teve uma única vez, já o Felipe algumas rs.
E não adianta simpatia nenhuma, rs pois as cólicas não estão associadas a nenhuma doença. Na verdade, ás cólicas (contrações da musculatura abdominal) são naturais e esperadas, isto é, fazem parte do desenvolvimento da criança. Elas acontecem nos primeiros três meses de vida porque seu filho está se acostumando a digerir o leite e a flora intestinal dele ainda não está formada. Lembre-se ele ficou 41 semanas só no líquido amniótico. É uma adaptação necessária para que o corpo da criança aprenda a lidar com o volume do alimento e também com os gases. JUDIAÇÃO, né? Mas me lembro do ditado da minha mãe: – Crescer dói!.

Por aqui usei bastante uma bolsinha de água quente própria para bebês, elas eram luz!
Recentemente descobri que a Algoducci desenvolveu uma Bolsinha Térmica com Sementes Terapêuticas, que contém erva-doce, camomila, linhaça e capim-santo para dar um cheirinho especial.

O produto é confeccionado em tecido 100% algodão permeável e pode ser lavado. Beeeem receita de vó né? A receita seguida pela empresária Regina Villanueva, na época em que seus filhos eram recém-nascidos, foi a inspiração para a criação, e acabou virando um produto da marca.

Além de ser recomendável para amenizar o desconforto tanto das cólicas quanto dos gases dos bebês, a bolsinha também é indicada para cólicas menstruais, informa a empresária Regina Villanueva, idealizadora da marca. Quanto a forma de utilização Regina explica: “A bolsinha deve ser aquecida no micro-ondas em média 30 a 40 segundos, mas é aconselhável que a mãe teste a temperatura antes de colocar na barriguinha do bebê, por cima da roupinha, até que os sintomas passem”.

Muitas são as dúvidas e inseguranças quanto aos motivos do choro do bebê, que servem de alerta para as mães. E para falar sobre esse assunto, consultamos a pediatra Dra. Loretta Campos, que esclarece: “As cólicas podem ser identificadas quando o bebê chora com intensidade, encolhe as perninhas e arqueia as costas para trás, estica-se e se espreme, além de soltar puns. Normalmente a cólica ataca no final da tarde e à noite, mas em casos mais difíceis o bebê chora a qualquer hora do dia. Pode ficar difícil dar de mamar para o bebê quando ele está tão desconfortável, algumas vezes a cólica pode aparecer durante a amamentação”, explica a médica.

PELOAMORDEUS em circunstancia nenhuma deem chá para os bebês, a vizinha recomendou e ou a prima da amiga do fulano fez e foi ótimo, bebês até os 6 meses precisam de Leite Materno e ou Fórmula (para aqueles que não mamam no peito).

Remédios somente sob prescrição do pediatra, OK?

Somos mães e claro que o desespero do nosso bebê, também é o nosso, então …

  • Respire, tente se acalmar para não passar para ele o seu nervosismo;
  • Coloque ele de bruços e embale-o em seus braços;
  • Massagens circulares em sentido horário no abdômen e ao redor do umbigo ajudam a soltar os gases. Um pouquinho de óleo de bétula ou de amêndoa, isso aquece o local e acalma o bebê;
  • as bolsinhas de água são super relaxantes e fazem um ótimo resultado;
  • leve ele para um ambiente mais calmo, com pouca luz, cante para ele e ou coloque uma musiquinha relaxante;
  • barriga com barriguinha: calor e aconchego.

Nenhum bebê nasce pronto, assim como nunca estamos prontas, então: que venham as experiencias.

Beijos enormes e espero que tenham gostado da dica.

Mãe também cansa!

Eitaaaaaaaaaaa que o que eu mais ouço é:
– Cansada de que? Trabalha em casa e fica só com eles, queria ver você no meu lugar!

Vamos lá :

Enquanto TODOS dormem, uma mãe está acordada e NINGUÉM vê!
Uma mãe come em pé, gelado ou quando dá, enquanto isso os filhos estão comidos, e a comida fresca feita.
Quem trabalha fora, se vê no direito de chegar em casa e falar: Tive um dia difícil, será que você pode ficar com eles?
OI?! e eu não tive um dia difícil, só porque trabalho em casa?

O que todos pensam:

Que a mãe dormiu 12 horas seguidas, levantou, tomou o seu café, conseguiu abrir os emails, o bebê acordou tomou café, o mais velho acordou depois de 30 min também tomou café, você lembrou que ele tem lição e ele foi fazer, o bebê brinca e ou vê tv lindamente enquanto você termina o almoço ou trabalha no computador. Você confere a lição do mais velho e sem precisar insistir ele vai brincar com o irmão.
– Filho, vai tomar banho. a Criança automaticamente sorri e diz:
– Claro mãe.
Coloca o uniforme, enquanto você joga uma água no corpo, todos sentam para almoçar com a paz do senhor, você faz as lancheiras e 15 min para as 13 hs todos estão prontos e de dentes escovados para ir a escola.

Lindo seria não é? Mas o que ninguém vê, e quando você conta é:

Consegui fazer o Felipe dormir as 00 hs, dormi no chão do quarto e levantei toda torta as 03 para ir pra cama, antes de ir deitar passo no quarto do Rico para conferir se esta tudo ok, magicamente o Felipe acorda as 04:30, volto para o quarto dele e faço ele dormir, volto pra cama, ás 06:30 ele acorda, eu cansada levo pra minha cama, levanto as 08:30 para tomar cafe sossegada, o Felipe acorda as 9 hs e só quer meu colo, volto pro café que já esta gelado e a bolacha murcha pq ficou com a manteiga, tento então trabalhar pelo celular, quando o marido sai para trabalhar me olha e diz:

– dá atenção pra ele, não sai desse telefone.
Dou aquela respirada, coloco o telefone na bancada e começamos a brincadeira, levanto para acordar o Rico e o Felipe vem aos berros pedindo colo, pego ele no colo, acordo o Rico, vou pra cozinha fazer um café pra ele, sentamos para fazer a lição, Felipe quer atenção e começa a querer rabiscar a lição do irmão, o irmão começa a gritar…. Respiro…. Lição feita, já estou toda atrasada e começo: encho a banheira, e grito do banheiro: Ricooooooooooo vai tomar banho !
Felipe entra no banho, dou banho nele e deixo ele brincar um pouco, enquanto vou ver o Rico! Para meu stress o bonito ta vendo TV, ai pareço aquelas mães loucas! Brigo e coloco no banho, corro pra tirar o Felipe que saí do banho com os pulmões a flor da pele, num choro de ensurdecer qualquer um. O Rico já esta de banho tomado e uniformizado, arrumo o Felipe (quase um MMA) e ele chorando… Vou tomar banho e o Felipe faz um escândalo! Fica no banheiro até eu terminar o banho (um banho onde lavo o cabelo de olhos abertas e falando: não mexe ai), vamos para a cozinha, coloco a comida dos dois, o Felipe cisma que quer comer a comida do irmão, troco os pratos, enquanto comem faço a lancheira, o Fê vê a bisnaguinha para de almoçar e quer comer a bisnaguinha naquela hora, as 13 o marido chega e fala:
– ainda estão assim? O que você fez de manhã?.
13:05 descemos para ir pra escola.

Chego, e estou aqui sentada escrevendo para vocês e minha funcionária me fala:

– Ou, não vai almoçar hoje não?
É são 14:45 e me lembro que não tomei água, não terminei o café da manhã e o almoço, esse eu nem vi ….

Tenho a sorte de ter alguém aqui de segunda a sexta para os afazeres domésticos, enquanto posso ser mãe, e várias vezes me pego pensando nas mães que não tem ajuda nenhuma. O Felipe está na escola há 01 semana, mas minhas tardes eram com ele no colo, com ele brincando, com ele, com ele, quando tinha que sair para cuidar de mim (que era raro) e ou ir em uma reunião presencial minha mãe vinha pra cá, mas não pensem que era fácil, pq ela reclamava muitas vezes.

Não julguem uma mãe que chora enquanto ninguém vê! Respeite.

Se você tem uma rede de apoio, agradeça! Se você sai para trabalhar e deixa seu (s) filho (s) na creche, escola em período integral, com as avós, você também pode estar cansada e se sentir culpada.

Você que sai pra trabalhar e julga uma mãe que diz estar cansada, ela NÃO esta cansada dos filhos e ou de ser Mãe, ela só esta cansada, assim como você que chega em casa e diz: o meu dia não foi fácil! o dela pode não ter sido também.

Quando um filho nasce, nos tornamos mães não ganhamos poderes especiais, continuamos seres humanos, passiveis de erros, com necessidades fisiológicas e psicológicas.

Vamos amar e respeitar mais e julgar menos ok?

 

Primeiro trimestre de Gestação.

Quando eu ouvia:

-Nenhuma gestação é igual.

Eu tive plena certeza rs, já contei dos enjoos, mas nessa gestação eu estou mais medrosa.

Não sei explicar ao certo, mas acho que a quantidade de informação nos deixa mais apreensivos. O primeiro trimestre de gestação vai da 1ª até a 12ª semana de gravidez e durante esse período o corpo vai se adaptando às sucessivas mudanças que durarão, aproximadamente, 40 semanas, até o nascimento do bebê.

Alguns exames na primeira consulta do pré-natal.

Os exames de sangue que devem ser feitos no 1º trimestre de gravidez são:

  • Hemograma completo: Serve para verificar se há alguma infecção ou anemia.
  • Tipo sanguíneo e fator Rh: Importante quando o fator Rh dos pais é diferente, quando um é positivo e outro é negativo.
  • VDRL: Serve para verificar se há sífilis, uma doença sexualmente transmissível, que se não for devidamente tratada, pode levar a malformação do bebê ou aborto espontâneo.
  • HIV: Serve para identificar o vírus HIV que provoca a AIDS. Se a mãe for devidamente tratada, as chances do bebê se contaminar são baixas.
  • Hepatite B e C: Serve para diagnosticar as hepatites B e C. Se a mãe receber o devido tratamento, evita que o bebê seja contaminado com estes vírus.
  • Tireóide: Serve para avaliar o funcionamento da tireoide, os níveis de TSH, T3 e T4, pois o hipertireoidismo pode levar ao aborto espontâneo.
  • Glicose: Serve para diagnosticar ou acompanhar o tratamento da diabetes gestacional.
  • Toxoplasmose: Serve para verificar se a mãe já teve contato com o protozoário Toxoplasma gondi, o qual pode causar malformação no bebê. Caso não seja imune, ela deverá receber orientações para evitar a contaminação.
  • Rubéola: Serve para diagnosticar se a mãe possui rubéola, pois esta doença pode provocar malformação nos olhos, coração ou cérebro do bebê e também aumenta o risco de aborto espontâneo e de parto prematuro.
  • Citomegalovírus ou CMV: Serve para diagnosticar a infecção pelo citomegalovírus, que quando não é devidamente tratada pode causar restrição de crescimento, microcefalia, icterícia ou surdez congênita no bebê.

Esses são super “de boa”, mas uma ultrassom específica me deixou apreensiva, a ultrassom realizado com 11 semanas de gestação, nela é possível fazer a medida da translucência nucal, que é uma medida tirada no ultrassom morfológico do primeiro trimestre, um exame de rotina que tem como principal objetivo ajudar a detectar o risco de síndrome de Down e outras anomalias cromossômicas, além de problemas cardíacos. O objetivo principal da translucência nucal é medir um espaço específico na nuca do bebê, entre 11 e 14 semanas de gravidez. A partir de 14 semanas, não dá mais para fazer o exame, porque o espaço deixa de ser transparente na imagem do ultrassom. Mamães temos que nos atentar e fazer tudinho que nossos GOs pedem, as datas são primordiais.

Bebês que tenham alguma anomalia tendem a acumular mais líquido nessa região da nuca, por isso uma medida acima da média normal é considerada um possível indicador de algum problema. Durante o mesmo exame, também se verifica a presença do osso nasal. A ausência desse osso pode ser mais um indicador de anormalidade.
Às vezes, o resultado da medida da translucência nucal é combinado com o resultado de um exame de sangue feito na mãe, gerando uma avaliação do risco da presença de alguma síndrome cromossômica. Esse exame de sangue é útil porque diminui o grande número de falsos positivos que só a medida pelo ultrassom apresenta.
Com base no resultado da translucência nucal, na presença ou não do osso nasal e na idade da mãe, o médico pode sugerir a realização de algum outro exame, como o diagnóstico pré-natal não-invasivo (feito pelo exame de sangue)biópsia do vilo corial ou a amniocentese, a fim de confirmar ou descartar uma eventual suspeita.
Se você fizer o exame o quanto antes, próximo das 11 semanas, terá mais tempo de fazer uma biópsia do vilo corial (que pode ser feita até 13 semanas) para ter uma resposta definitiva, em caso de suspeita de anormalidade.
Por outro lado, em termos médicos, 12 semanas completas é o momento ideal para o exame. O exame de marcadores bioquímicos no sangue, que deixa o resultado da translucência nucal mais preciso, também é realizado com 12 semanas. E mamães NADA de ficar no tio google.

E lá ficamos alguns instantes (quase uma eternidade, rs) e ouvimos:

Tudo normal.

Meu medo era algum probleminha cardíaco, aflição boba né? Mas graças a deus coração OK rs.

Muitas pessoas ainda não sabiam da gestação, e agora só faltava 02 semanas para contarmos para todo mundo, e fazer aquela foto com textão no Insta, rs.

 

 

Pó pó pó

Quem é que tem a pena azulzinha, quem é que tem um monte de pintinhas….

É a Galinha Pintadinha!!!

Olha eu voltando pro mundo da Có có rs, há 5 anos atrás era ela por todos os lados lá em casa, rs. SIM as crianças amam a Galinha, o Pintinho, a Borboletinha e todos os outros personagens. E para alegrar ainda mais nossos pequenos, alguns shoppings do Brasil terão a temática: “Parque de Galinha Pintadinha e sua Turma”, um oferecimento da Bromelia Produções e da Ludi Entretenimento.

As atrações gratuitas oferecem diversão para toda a família, como a piscina de bolinhas na área baby, com a temática da série Galinha Pintadinha Mini, a visita ao Castelo da Galinha Pintadinha, as aulas de gastronomia na Cozinha da Borboletinha dentro do castelo, a pista de dança na Cabine Musical das Naftalinas, a Arena Radical do Pintinho Amarelinho com um circuito de triciclos e a Torre da Dona Aranha com um escorregador em espiral.

Entre as atividades pagas um passeio de Trenzinho da Galinha Pintadinha, personalizado com vagões em formato de ovos gigantes para as crianças e os pais circularem pelos corredores do shopping .

e um Estúdio Fotográfico com as fantasias especiais dos principais personagens, onde é possível registrar todos os momentos de diversão.

Além disso, essa atração ainda tem a “Caça aos Ovos”, um aplicativo de realidade aumentada que pode ser baixado gratuitamente na Google Play e Apple Store. Brincadeira ideal para quem gosta de tecnologia, esse novo app da marca possibilita caçar ovinhos pelos corredores do shopping e colecionar figurinhas do tema em um álbum virtual. A atração estreou em Londrina e segue para outras cidades, como São Bernardo do Campo,Campinas, Porto Alegre, Franca, UberlândiaGoiânia e Vitória. Sucesso absoluto na internet e disponível nos principais serviços de vídeo por streaming e também na TV aberta em breve, hoje a Galinha Pintadinha alcança uma audiência de mais de 15 milhões de views diários e também está presente em diversos países além do Brasil.

 

EEEEEEEE quem quer embarcar no trenzinho da Có Có?

Beijos.

Enjoôs – Que fase …

Meu Deus,

Virei um zumbi? Não consigo mais fazer nadaaaaaaa. Até tomar água está insuportável.

Dormi bem e acordei enjoando até do ar que eu respiro, o que é isso?!

“Entre essas mudanças estão a rápida elevação nos seus níveis de estrogênio, a presença do hormônio hCG, o olfato mais apurado, a maior acidez do estômago e o cansaço.
Não serve muito de consolo, mas saiba que entre 75 e 80 por cento de todas as grávidas passam as primeiras semanas de gestação com a sensação de que podem vomitar a qualquer momento.
E 50 por cento das grávidas vomitam mesmo.
Mas não é porque o enjoo é comum e normal que não deva ser tratado. Converse com o médico sobre o enjoo e o quanto ele está afetando sua vida e sua alimentação.”
fonte: https://brasil.babycenter.com/a1500435/enjoo-na-gravidez#ixzz55bWBxKfn

OK! mas nada animador. Na gestação do Rico não tive nadica de nada, tinha disposição, tinha gás … Já nessa, sono profundo em qualquer piscada, enjoo só de pensar que tenho que comer, será a idade?

Bom vamos nós para o Dramin, tomei e naaaaada, me sentia no seriado: the walking dead kkkkkkkk. No terceiro dia assim eu só chorava, me sentia um nada, uma imprestável, afinal eu tinha um filho que dependia de mim pra levar na escola, comer… Ai na manha do quarto dia ele deitadinho do meu lado, eu so disse:

-me desculpa, a mamãe queria brincar com você, mas to muito enjoada, me desculpa…. e mais choro

ele me olhou e disse: – calma mamãe, cada bebê é de um jeito, vou pegar a sua maça.

“Se serve de consolo para quem está sofrendo com o enjoo, sim, é verdade que o enjoo indica a presença dos hormônios que sustentam a gravidez, portanto é um “bom” sinal.Por outro lado, não é mau sinal não ter enjoo. Ao contrário: pode ser sinal de sorte da grávida, que não vai ter de conviver com a desagradável sensação de estar à beira do vômito o tempo todo.É bom saber também que o enjoo por si só não afeta o bem estar do bebê.”

fonte:https://brasil.babycenter.com/a1500435/enjoo-na-gravidez#ixzz55fgeAm6q

Ahhh Papai do Céu, obrigada por me enviar um menino tão evoluído. E assim foram 8 dias comendo maça, bolacha de água e sal em jejum, gengibre, água com limão…. mudar a medicação e nada melhorar….. No 10º dia, que mais parecia 1 mês, a Drª disse: – Olha, se esse não der jeito, só internando agora Rafa. Seguida as recomendações, tomei o remédio antes de ir dormir, 8 horas depois quando acordei…. TO VIVAAAAAA tomei café, minha gente, refoguei até o arroz e não passei mal, SIM estou vivendo kkkkkkkkk. Meu Deus que milagre, pode ate parecer exagero, mas estava desesperada.

O maridão esses dias todos foi mega parceiro e se desdobrou, quando eu estava melhor ele disse:

-Eu já estava ficando desesperado, você é tão forte, nunca vi você tão derrubada.

eitaaaaa, rs.

Mas vamos que vamos que só faltam 6 meses.