Maternidade real X expectativa: 

Maternidade real X expectativa: 

Expectativas foram frustradas com sucesso! rs. Ah mas você está descabelada, a fulana teve filho e sempre aparece nos stories linda!

Senta aqui e vamos conversar. Por trás de cada rede social existe uma realidade que não é mostrada, assim como um choro que ficou escondido pela maquiagem, a noite mal dormida que foi “aproveitada” para mostrar um skin care.

O termo “maternidade real” nunca foi tão utilizado como é hoje, uma expressão que se refere aos muitos desafios, assim como as dores e delícias de ser mãe, em sua forma mais visceral. O termo também faz diretamente um paralelo com as expectativas criadas pelas mulheres quanto a vida materna, geralmente baseadas em experiências de outras pessoas, o que muitas vezes pode ser perigoso ou no mínimo delicado.

“Pautar a suas vivencias com base no que outras pessoas experenciaram da maternidade é o primeiro passo para uma frustação certa, uma vez que cada maternidade terá suas particularidades. Nenhuma mãe é igual a outra, assim como nenhum filho será como o outro. É importante reforçar que as mães não são perfeitas só por serem mães e o dia a dia da maternidade é que vai ensinar quais os melhores caminhos no seu caso”, afirma Mariana Nahas, mentora de desenvolvimento humano e expansão da consciência.

De acordo com a especialista em comportamento humano, muitas mães, especialmente as de primeira viagem, experimentam sensações como a culpa, o medo de errar e a sobrecarga emocional, justamente por se apegarem demais às expectativas projetadas pela sociedade sobre elas e o modo como criará seu filho(a). Quando uma situação foge da “rota padrão” a auto cobrança parece ser inevitável e um caminho direto para o sentimento de decepção.

"Ao se deparar com uma situação desafiadora podemos problematizá-la ainda mais ou agir com inteligência emocional. Podemos olhar apenas para o que fugiu às nossas expectativas ou podemos ressignificar aquela experiência tanto para nós, mães, quanto para nossos filhos e obter daquela vivência, uma lição para outros momentos da vida materna. Não é porque algo deu certo ou errado para outra mãe que conhece, que com você acontecerá da mesma forma. É tudo uma questão de perspectiva, espírito resolutivo e resiliência ", explica Nahas.

É certo que não existe um manual da maternidade perfeita, mas segundo Mariana Nahas, se espelhar completamente em outra pessoa, não é e nunca será o melhor caminho, quando o assunto for criar seus próprios filhos.

“O ideal não é real, as suas experiências serão únicas e ao entender isso, a maternidade pode se tornar mais leve e uma experiência transformadora dia após dia”, complementa.

Outro ponto também muito relevante e polêmico, no tocante a maternidade se refere a importância da individualidade de cada mulher, mesmo das mães. Mariana Nahas, que também é mãe de três filhos, afirma que é comum ao se tornar mãe, que a mulher se anule em diversos momentos, mas também é fundamental que ela saiba quem é, além da maternidade. Mesmo as mães em tempo integral precisam encontrar seu lugar ao sol, afinal a maternidade é uma parte importante delas, mas não pode defini-la, tão somente.

“Buscar se conhecer melhor, se reconhecer, mesmo com as inúmeras mudanças, se conectar consigo mesma é fundamental para viver a maternidade de forma saudável e plena. Portanto, tente se organizar com sua rede de apoio para ter um tempo para você, para o autocuidado, para descansar um pouco mais, realizar uma atividade que te dê prazer, um hobby, exercícios físicos, tomar um banho mais longo, um passeio com as amigas ou aproveitar aquele “date” com seu parceiro(a)”, recomenda Nahas, que conclui afirmando de uma mãe para a outra: Você ainda é você, mesmo que um pouco diferente e, se você permitir, a maternidade pode apenas complementar a sua plenitude como mulher.

Nasce uma mãe e muitas das vezes morre uma mulher; ouvi muito isso de algumas leitoras que me acompanham nas redes sociais. Se olhe no espelho, se enxergue, se veja! Você só esta cansada da rotina, você consegue!

Uma mãe cansada, não esta cansada de ser mãe.

Deixe as crianças na escola e vá fazer algo por você, nem que seja tomar um café. Marque um reencontro com você mesma e depois me conta como foi.

Sobre Mariana Nahas | @mariananahas_

Mariana Nahas é mentora de desenvolvimento humano, expansão de consciência e espiritualidade. Conhecida como uma potente aceleradora do processo de expansão da consciência, hoje é referência em desenvolvimento humano, dedicando sua vida a auxiliar as pessoas a viverem com criatividade e em harmonia com a sua realidade.

Mariana traduz de forma leve e muito prática conceitos filosóficos, científicos e espirituais complexos para que sejam implementados na vida cotidiana, facilitando e inspirando a prática do bem viver e da prosperidade, além de contribuir para um mundo mais integrado e harmônico através do alinhamento do corpo-espírito. Ela acredita que um ser integrado ao seu propósito de vida contribui para um mundo melhor.

Leave a Reply

Your email address will not be published.